Video

Description

Terreno Rústico - Maia Terreno plano para construção, sito numa zona industrial, com uma área de 5650m2. As acessibilidades são excecionais, junto à N107 e a escassos metros da A41 e IC24. O Município da Maia é o natural e inequívoco herdeiro da antiquíssima Terra da Maia, que se estendia, nos meados do século XIII, desde a cidade do Porto, outrora limitada a breve espaço, até à margem esquerda do rio Ave. Área de grande significado político, social e militar adentro do Portugal proto-histórico, a Terra da Maia foi berço dos Mendes da Maia, poderosos caudilhos regionais «portugalenses», que, juntamente com o primeiro Rei, devem ser considerados como co-fundadores duma nacionalidade politicamente autónoma no Ocidente da Ibéria: Portugal. Os Mendes da Maia constituíam uma família radicada na Região desde a Segunda metade do século X. Aboazar Lovesendes é o seu antepassado mais remotamente conhecido. Gonçalo Trastemires, seu neto, que conquistou Montemor aos Mouros em 1034, viria a ser morto em Avioso, o montículo que se implanta no actual Castêlo da Maia, em 1038, provavelmente no contexto das questões dinásticas internas da monarquia leonesa. Seu filho, Mendo Gonçalves, é tido como «Vir illustris et magne potentie in toto Portugal» e o filho deste, Soeiro Mendes «o Bom», é citado como «prepotens et nobilissimus omnium Portugalensium». Soeiro Mendes desempenhou funções da mais alta importância. Governador das terras recentemente conquistadas a Sul de Coimbra, quiçá em nome do próprio imperador Afonso VI, viria ainda a ter um alto papel junto do Conde Henrique, assumindo talvez mesmo a sua representação no decurso da ausência do Conde na administração do Condado. Mendo Soares e Paio Soares foram dois dos filhos de Soeiro Mendes. Ambos foram personagens importantes na corte de D. Henrique. Paio Soares foi governador de Montemor e da Maia e alferes de D. Teresa, o que constituía o mais importante cargo militar do Condado. Soeiro Mendes, Gonçalo Mendes e Paio Mendes serão três dos filhos de Mendo Soares cuja acção, mormente no que respeita ao segundo e terceiro, será decisiva na autonomia política de Portugal. Em todo o caso os Mendes da Maia eram, pelos meados do primeiro quartel do séc. XII, os verdadeiros expoentes da aristocracia portucalense. E quando sentiram que, na corte de Dona Teresa, tomavam prevalência os aristocratas galegos, trazidos pela mão dos Travas, os Mendes da Maia começaram a urdir o "golpe de Estado" que levaria aos Campos de S. Mamede. A intervenção dos irmãos Mendes revelar-se-ia decisiva na conjuntura que alçaria à chefia do condado o moço Infante Afonso. Com efeito, é crível que, alguns anos após a morte do Conde Henrique, o filho dos condes portucalenses se mantivesse no convívio e na familiaridade dos Mendes da Maia. Desde 1118, Paio era arcebispo da Sé primacial bracarense, e como tal a primeira figura da Igreja portucalense. E tal facto constituía um passo importante no crescimento da conjura contra Dona Teresa. Em 27 de Maio de 1128 o Arcebispo e o Infante lavram em Braga um importante documento. O Infante promete ao Arcebispo direitos sobre várias vilas e lugares, diversas isenções e alguns importantes privilégios. E acrescenta que tais concessões serão feitas, «logo que obtiver o governo de Portugal». E o documento a que nos atemos justifica ainda as liberalidades do Infante, ao dizer que elas se deviam à ajuda que ele receberia do Arcebispo. De modo lapidar Alberto Feio chama ao documento de «acta da fundação de Portugal». Os acontecimentos precipitam-se. E em 24 de Junho terão o seu momento decisivo. As forças leais a Dona Teresa encontram-se com as forças do Infante e do Arcebispo nos Campos de S. Mamede. As forças do Infante, comandadas por Gonçalo Mendes, saem vencedoras da contenda. Aquela era, na expressão plástica de Acácio Lino, «a primeira tarde portuguesa». É que Portugal para sempre autónomo começava então. Os Mendes da Maia, Paio e Gonçalo sobretudo, assumiam assim, verdadeiramente, o papel de construtores da Pátria. Paio fora o estratega do "golpe de Estado" e Gonçalo fora o seu executor operacional. Décadas depois, quando o primeiro Rei levava o seu esforço de conquista às terras transtaganas e os portugueses se internavam pelos confins da "província de Alcácer", Gonçalo Mendes, verdadeiro «adiantado» de Afonso Henriques, travava nos Campos de Beja o seu último combate. Era «a morte do Lidador». É, assim, mais do que evidente a estreita ligação entre a Maia e o nascimento de Portugal. Uma família, sucedendo-se de pai a filho, territorializada, ganhou relevância crescente, a nível de toda a região portucalense, e teve interferências decisivas no destino político do Ocidente da Ibéria. Esta família perdurou no domínio da Maia ao longo dos séculos imediatos, e a sua prevalência só viria a abater-se nos meados do século XV, quando, em Alfarrobeira, ela se perfilou ao lado do Regente Infante D. Pedro, colhendo desse modo a animosidade de D Afonso V. Em 15 de Dezembro de 1519, D. Manuel concedeu foral ao Concelho da Maia. Por essa altura o concelho abarcava toda a orla marítima entre o Porto e o Ave, estendida desde o mar até uma linha de pequenas alturas, ainda assim destacadas das terras chãs afins, desfiada desde Rio Tinto, pelos limites orientais de Alfena, de Covelas e dos Bougados, nessa época, e até 1902, a sede do Concelho situava-se no Castêlo da Maia em edifício hoje destinado a outros fins. Desde 1986,o Castêlo da Maia foi elevado á categoria de Vila constituída pelas freguesias de Barca, Gemunde, Gondim Stª. Maria e S. Pedro de Avioso. Em 1832, D. Pedro, primeiro Imperador do Brasil e Regente de Portugal em nome de D. Maria II, desembarcava na Maia, nos areais de Pampelido, na chamada praia dos Ladrões – referência alusiva às «razias» vikings de outrora - e marchava de seguida sobre Pedras Rubras. A Maia era, assim, em todo o espaço metropolitano português, a terra onde, por vez primeira, se arvorava a bandeira liberal. E em todo o agitado período que decorreu de 1832 a 1834 a Maia foi um dos palcos mais salientes das encarniçadas lutas fratricidas que opunham absolutistas e liberais. Os avanços das tropas; os recuos das tropas; os quartéis-generais; os quartéis avançados. Tudo isso perpassou pela Maia ao longo desses dois anos que dilaceraram o Pais. Em 1836, implementava-se a reforma administrativa planeada por Mouzinho da Silveira. E por força desta acção, concebida à maneira dos figurinos da França napoleónica, e ainda em função dos apetites de vários caudilhos das terras adjacentes, a Maia viu-se retalhada, e vários pedaços seus foram engrossar concelhos vizinhos. Foi assim com o Porto; foi assim com Matosinhos; foi assim com Vila do Conde, que terá recebido a parte de leão nesta acção dilaceradora duma terra secularmente unida; foi assim com Santo Tirso, um município também engrossado com uma larga soma de freguesias; foi assim com Valongo; e mesmo com Gondomar. Ao longo do século XIX, mais algumas freguesias viriam a colar-se ainda a Vila do Conde, sempre ao sabor de condicionalismos políticos, para os quais os interesses das populações e a história comummente vivida pouco importou. Adormecida durante os princípios do século XX, a Maia viria a despertar graças, em boa parte, a um modo novo de encarar a iniciativa autárquica. Pensando em se mudar para Portugal, ou já está no país e pretende morar na região norte? Então saiba mais sobre como é morar na cidade da Maia em Portugal, um lugar bem desenvolvido, a poucos minutos da cidade do Porto, e historicamente muito importante por estar diretamente relacionada ao início da história do país. Nesse artigo você terá informações sobre como é morar na cidade da Maia em Portugal, o que tem para fazer lá, como é o custo de vida e outras vantagens de escolher a Maia para viver. Com cerca de 138 mil habitantes – de acordo com os dados do Por data de 2019, Maia é uma cidade composta principalmente por pessoas de 15 a 64 anos, ou seja, habitantes em idade ativa. 14,5% da população são menores de 15 anos e 17,7% são idosos. Para quem busca emprego na área industrial é outro ponto forte, pois na Maia está o maior parque industrial da região metropolitana do Porto. Mas, se quiser morar na Maia e trabalhar no Porto, com certeza vale a pena, pois a distância entre as cidades é bem curta. Se pensa em morar na cidade da Maia em Portugal com os filhos em idade escolar, pode ficar tranquilo, pois há 46 escolas públicas, do ensino primário ao secundário. As opções de ensino superior são privadas: Instituto Politécnico da Maia (IPMAIA) e Instituto Universitário da Maia (ISMAI). Apesar de ficar ao lado do Porto, não é necessário sair da Maia para turistar e passar bons momentos de lazer. A cidade é mais calma do que o Porto, mas conta com parques, circuitos turísticos, festas e romarias ao longo do ano. Maia é um município que pertence ao distrito do Porto, mais especificamente da área metropolitana do Porto, localizada a 11km da cidade principal do distrito. Através da autoestrada A3, Maia fica a 49,5km de Braga. Através das autoestradas N14 e A20, fica a 18km de Vila Nova de Gaia. No mapa, a cidade da Maia em Portugal é limitada a norte pelos municípios da Trofa e de Santo Tirso, a leste por Valongo, a sudeste por Gondomar, a sul pelo Porto, a sudoeste por Matosinhos e a noroeste por Vila do Conde. Além de oferecer boa qualidade de vida aos seus residentes, a cidade da Maia em Portugal também investe em atrativos turísticos para seus visitantes e, claro, para quem mora na cidade e quer aproveitar com qualidade seus dias de lazer. Entre os circuitos turísticos, Maia oferece: Maia 360: para ver a cidade e toda a área metropolitana do Porto do alto dos 92 metros do miradouro da Torre Lidador, o 5º edifício mais alto do país. Maia Rural: para quem quiser conhecer as casas mais antigas e tradicionais, desde o final da Idade Média. Maia Contemporânea: um circuito para conhecer as obras mais modernas criadas por grandes nomes da arquitetura.10 Experiências na Maia: circuito com workshops, oficinas, visitas a pontos turísticos, experiências gastronômicas e de aventura.3 Dias em família: uma sugestão de “miniférias em família” para visitar vários pontos turísticos da cidade em 3 dias. Além das sugestões dos circuitos para facilitar as visitas aos pontos turísticos, é claro que pode fazer o seu próprio roteiro. A cidade da Maia em Portugal conta com: Parque Zoológico da Maia, que tem mais de 600 animais de 200 espécies diferentes12 Parques para caminhar e desfrutar da natureza. Mais de 30 festas e romariasEventos esportivosAgenda Cultural para todas as idadesDepois de ter visitado todas as opções de turismo e lazer na Maia, ainda tem muito mais para visitar na cidade vizinha, o Porto, onde há praias e atrações turísticas o ano todo, a poucos minutos de distância. Assim como é na cidade vizinha, o Porto, o clima na Maia em Portugal tem um verão muito bonito, com céu limpo, temperatura morna/quente e ar seco. No inverno as temperaturas caem bastante e as chuvas são frequentes, com céu encoberto. Em geral, as temperaturas variam de 6 a 25 graus. Para usufruir dos pontos turísticos, a melhor época é de junho a setembro. Apesar do clima frio e chuvoso na maior parte do ano, os meses de verão compensam por sua beleza e longos períodos de céu aberto. Um grande atrativo de morar na cidade da Maia em Portugal é que o custo de vida é mais baixo do que no Porto e a cidade é mais tranquila também. Por contar com uma industrial, há possibilidade de salários ligeiramente mais altos nessa área, na média dos 850€. Veja, a seguir, uma base de custos gerais (julho/2021) para comparar com outras cidades do seu interesse e adequar ao seu estilo de vida. Se pretende fazer muitas viagens dentro e fora de Portugal, tem a grande vantagem de que o Aeroporto do Porto (OPO) fica na Maia, então as viagens de avião ficam bem mais cômodas. Por estar perto do Porto, há muitas facilidades para trabalhar, estudar e turistar na cidade, sem abrir mão do custo de vida mais baixo e da tranquilidade da Maia. No quesito segurança – que também é essencial para os brasileiros que vêm para Portugal, Maia está muito bem. É claro que delitos acontecem, como furtos de automóveis e nas indústrias, mas não se aproxima dos delitos violentos que se vê no Brasil. Maia é uma cidade tranquila e familiar, onde se pode caminhar a qualquer hora do dia e da noite com uma agradável sensação de liberdade. A cidade de Maia em Portugal é uma excelente alternativa para quem deseja morar no país luso por oferecer uma ótima qualidade de vida, um custo de vida mais baixo que a vizinha e ótimas oportunidades de emprego, uma vez que possui o maior parque industrial da região metropolitana do Porto. Localizada na região norte de Portugal, a Maia faz parte da AMP – Área Metropolitana do Porto. A apenas 11 km da principal cidade da região, é possível uma locomoção muito rápida entre elas, seja por ônibus (autocarros em Portugal), metrô ou carro, sendo uma boa opção para quem quer morar em Portugal. Segundo os dados do Por data de 2019, a população é de 138.348 mil habitantes, sendo 14,5% jovens menores de 15 anos, 67,8% de pessoas ativas (15 a 64 anos) e 17,7% de idosos. Os estrangeiros residentes na cidade de Maia em Portugal somam 3.177 pessoas, representando 2,3% do total da população. Maia também oferece uma ótima infraestrutura de escolas do primário ao secundário, equivalente ao ensino médio no Brasil, com um total de 46 escolas públicas e ensino de qualidade. Para a educação superior, a cidade conta com o Instituto Universitário da Maia (ISMAI) e o Instituto Politécnico da Maia (IPMAIA), ambos privados. Além desses pontos, Maia em Portugal oferece excelentes opções de supermercados, farmácia, restaurantes e cafeterias, e comércio em geral. Além disso, o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, mais conhecido como o Aeroporto do Porto (OPO) fica localizado na Maia e oferece excelentes opções de voos para vários destinos nacionais e internacionais, inclusive, voos diretos para o Brasil. Gostou de conhecer a Maia e acredita que pode ser uma boa possibilidade para morar em Portugal? Antes de qualquer decisão é importante conhecer o custo de vida da cidade para avaliar se está dentro do seu orçamento. Os valores das tabelas a seguir foram consultadas no dia 24 de maio de 2021, no site do Numbeo, um banco de dados colaborativo baseado nas informações fornecidas pelos próprios consumidores e que faz uma média dos valores fornecidos nos últimos 12 meses a data consultada. O valor do aluguer na Maia é relativamente mais baixo quando comparado ao vizinho Porto. Dá só uma olhada nos valores atualmente praticados No artigo, vou apresentar a cidade da Maia e todas as informações necessárias para planejar sua mudança. A ideia é te passar apenas uma média dos gastos com alimentação na Maia em Portugal. No entanto, vale calcular o seu próprio custo de vida. Casa pessoa ou família tem perfis diferentes e, consequentemente, gastos diferentes. Uma dica para calcular a alimentação é entrar nos sites dos supermercados em Portugal e simular uma compra mensal. O custo com transporte também deve ser considerado, especialmente porque muitas pessoas que vivem na Maia moram ou trabalham no Porto. Por isso, é preciso colocar esses custos na balança também. Se você deseja trabalhar em Portugal, a Maia pode ser uma excelente opção. Como falei anteriormente, a cidade sedia o maior parque industrial da AMP – Área Metropolitana do Porto, e com isso, oferece amplas oportunidades de emprego. Para saber quais são suas chances no mercado de trabalho em Maia, verifique as oportunidades nos sites de emprego em Portugal. Mantenha seu currículo sempre atualizado e no formato europeu. E claro, se candidate as vagas que vão ao encontro do seu perfil profissional. Não adianta sair enviando currículo para o mundo inteiro sem ler os pré-requisitos necessários para ocupar determinada vaga. A Maia fica colada no Porto, sendo uma das quatro cidades limítrofes. É tão perto você fica com a impressão de que a cidade é, na verdade, apenas uma freguesia (bairro) do Porto. São só 11 km de distância entre às duas cidades e com uma excelente estrutura de transporte público, incluindo uma linha de metrô que custa 2€ o passe individual ou 30€ o mensal – dependendo da região da cidade é preciso pagar o passe de 40€ por causa do número de zonas percorridas até o centro do Porto. Morar na Maia em Portugal é sinônimo de segurança. A cidade é extremamente tranquila, super familiar. Vai sentir uma sensação de libertadora ao caminhar pelas ruas sem medo e em qualquer hora do dia e da noite. Sensação essa, que todos os brasileiros deveriam experimentar, principalmente, aqueles que vivem nas grandes cidades. Obs: a segurança na cidade é muito boa, mas isso não significa que ela seja nula. Segundo o Pordata, em 2019, o índice de violência registrado pela polícia da Maia em Portugal foi de 4.271, sendo a violência doméstica, furtos de automóveis e furtos nas indústrias as principais ocorrências. Portugal foi de 4.271, sendo a violência doméstica, furtos de automóveis e furtos nas indústrias as principais ocorrências. Devido a sua proximidade com o Porto, o clima na Maia não poderia ser outro. Um inverno frio e muito chuvoso, e um verão bem quente. Portanto, se você é do tipo que odeia o frio, talvez morar na Maia em Portugal não seja a melhor opção, mas sim, uma cidade localizada mais ao centro ou sul do país. Vale considerar que na Europa vive-se em média de 7 meses de frio, sendo o pico entre dezembro e fevereiro. Nessa altura, as temperaturas da região norte de Portugal, chegam facilmente a 3 graus e muitas vezes, com sensação térmica negativa. Vale sim. Inclusive muitas pessoas moram na Maia e não só trabalham como também estudam no Porto e vice-versa. Dentre as vantagens, o custo de vida, principalmente o aluguel é mais baixo que no Porto e os salários na Maia podem ser um pouquinho mais altos, devido à sua zona industrial. De acordo com o comparativo da Numbeo, o salário líquido médio mensal no Porto é de 813€ e o da Maia 850€. Pode não parecer muita diferença, mas se balancear com o custo de vida vai visualizar melhor. A única desvantagem que aponto sobre morar nos arredores do Porto é com relação à locomoção. Apesar de serem cidades bem próximas, o transporte público entre ambas pode levar em média 45 minutos. E nas saídas noturnas pode ser preciso recorrer aos aplicativos de transporte ou táxis, o que pode acabar pensando nas contas de quem gosta de sair com frequência. Além da Maia em Portugal, outras alternativas que também são muito boas para morar pela proximidade com o Porto e ótima oferta de transporte público e comércio são as cidades de Vila Nova de Gaia, Matosinhos e Póvoa de Varzim. Das três listadas, apenas a última não é limítrofe do Porto, sendo um pouco mais distante, mas ainda com boas opções de transporte, inclusive o metrô. Para te ajudar com o planejamento de mudança, indico o nosso Programa Morar em Portugal. São diversas vídeo aulas que passam por todos os pontos importantes da mudança, desde os preparativos no Brasil até a adaptação no país luso. Acompanha também, o ebook Como Morar em Portugal que será o seu principal guia nessa jornada decisiva para concretização de um sonho. O Grupo Soluções Ideais venceu novamente o Prémio Cinco Estrelas Regiões, sendo já o terceiro ano consecutivo em que alcançamos este reconhecimento. A SI candidatou-se a este prémio em 10 distritos, tendo sido vencedora em todos eles, à semelhança do ano anterior: Aveiro, Braga, Coimbra, Guarda, Leiria, Lisboa, Porto, Santarém, Setúbal e Viseu. Alcançámos uma classificação geral de satisfação de 7,76, superior à do ano anterior, e fomos novamente a 1.ª classificada na categoria ‘Imobiliárias’. Outros pontos de destaque foram a satisfação pela experimentação, onde recebemos uma avaliação de 8,35 em 10, a relação preço-qualidade, onde fomos avaliados em 8,18, e a intenção de recomendação, onde alcançámos a pontuação de 8,34. Também no atendimento, na variedade e qualidade de imóveis, na comunicação dos mesmos, na escolha de propostas e na eficiência e rapidez dos processos, alcançámos pontuações de destaque, sempre acima dos 8 em 10. Quando questionados sobre como tiveram contacto com a Soluções Ideais, as principais respostas dos nossos clientes foram as redes sociais (28%), a publicidade (22%) e por recomendação (25%). Segundo o relatório do Prémio Cinco Estrelas, “os resultados obtidos nos testes e estudo de mercado no âmbito do Prémio Cinco Estrelas Regiões 2022, permitem afirmar que a Soluções Ideais é considerada pelos consumidores como extraordinária, realmente Cinco Estrelas”. – Prémio Cinco Estrelas O Prémio Cinco Estrelas é um sistema de avaliação que mede o grau de satisfação que os produtos, serviços e marcas conferem aos seus utilizadores. O Prémio Cinco Estrelas Regiões é a distinção regional desta metodologia, avaliando marcas de origem maioritariamente portuguesa, para identificar e distinguir o que Portugal tem de melhor, região a região. Para isso, utiliza um método completo e rigoroso, tendo como critérios de avaliação as principais variáveis que influenciam a decisão de compra dos consumidores. Fundado em 2002, o grupo Soluções Ideais tem acumulado uma significativa experiência no mercado imobiliário, baseando-se em valores sólidos de confiança, lealdade, profissionalismo e qualidade do serviço ao cliente. Centrando a sua atividade no cliente e nas suas necessidades, foi desenvolvendo produtos e serviços inovadores em quatro áreas de atuação: Mediação Imobiliária, Intermediação de crédito, Gestão de Arrendamentos e Mediação de obras Reunimos todos os esforços para vender ou arrendar a sua casa pelo melhor preço e no menor período de tempo. Para isso, visitamos o seu imóvel, aconselhamos o preço de mercado, divulgamo-lo através de um conjunto de ferramentas de marketing exclusivas e avançadas, e transacionamo-lo sem complicações. Toda a segurança, desde o contrato à escritura, com o apoio do nosso departamento de acompanhamento processual. Dispomos de uma vasta carteira de imóveis de particulares e de instituições financeiras, com financiamento até 100%, e de uma equipa especializada para o aconselhar e acompanhar até ao final do processo de aquisição do seu imóvel. Na SI, promovemos o arrendamento do seu imóvel e contribuímos para rentabilizar o seu investimento e aumentar o seu rendimento. Com a gestão de arrendamentos, tem acesso a uma série de serviços que conferem segurança e rentabilidade ao seu arrendamento, e ainda dispõe de um gestor dedicado para assegurar o cumprimento do contrato com o seu inquilino. Dispomos de uma larga rede de parceiros experientes e especializados na construção, reparação e remodelação de imóveis. A nossa missão é apresentar-lhe a melhor solução para a sua obra, selecionando empresas credíveis e capazes de fornecer um serviço de excelência ao melhor preço. Para isso, visitamos o seu imóvel, identificamos as suas necessidades, selecionamos as empresas mais adequadas e apresentamos-lhe a melhor proposta. Através de parcerias desenvolvidas com as principais instituições financeiras nacionais, procuramos a solução financeira mais vantajosa para cada caso. Após estudar e analisar o seu processo, procuramos e aconselhamos a solução de financiamento mais adequada, e acompanhamos e tratamos do processo do início ao fim. Com a SI Projetos, tem ao seu dispor uma variedade de arquiteturas e basta escolher a que mais lhe agrada. A partir daí, trabalhamos consigo para a adaptar às suas necessidades e preferências. Todas as etapas do processo ficam a cargo de uma equipa competente, que tem como compromisso articular todos os intervenientes do processo, sem que você tenha de lidar com burocracias e preocupações.

Detalhes

Equipments e Features

  • Vista Campo

Surrounding area

Farmácias: 1
Transportes Públicos: 4
Super Mercados: 2
Parques / Zonas Verdes: 5
Escolas: 6

Informação de contacto

Lúcia Coelho

Consultora Imobiliária

255784254
911722372

Information Request

Realestates